Ao usar o nosso website, concorda com o uso de cookies. Saiba mais.

Eucaristia no arranque da comemoração do 30º aniversário do CEPAC

A Basílica da Estrela, na freguesia onde o CEPAC está sediado, foi o local escolhido para celebrar uma Eucaristia de Ação de Graças pelo 30º aniversário do CEPAC, mas também pela Paz e pela Amizade Social, em solidariedade com todas as pessoas que sofrem pela guerra na Ucrânia, em particular, mas noutros pontos do mundo também. É urgente cultivar o encontro, o diálogo e a fraternidade para alcançar a Paz.

“A premência da atual situação humanitária provocada pela guerra na Ucrânia, em si mesma tão grave e prioritária, não deixa de sinalizar a antiga tragédia de tantas outras pessoas, também elas vítimas da guerra, da opressão ou simplesmente de situações de extrema pobreza ou necessidade.”, manifestou o P. Pedro Fernandes, Provincial dos Missionários do Espírito Santo. “No meio de tantos sinais de morte, é fundamental reconhecer os maravilhosos sinais de esperança emitidos por tanta gente de boa vontade, pela sua solidariedade e hospitalidade, que se mobilizou para socorrer, proteger, acolher e integrar milhões de pessoas que fogem da guerra. O CEPAC vive essa solidariedade e sentido de urgência há trinta anos.” 

No final da Eucaristia, celebrada no dia 26 de março, uma mensagem preparada pelo Presidente da Direção do CEPAC, P. Hugo Ventura, relembra: “A esperança convida-nos a reconhecer que há sempre uma saída, podemos sempre mudar de rumo, podemos sempre fazer alguma coisa para resolver os problemas”. (LS, 61)

A Eucaristia foi presidida pelo Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, sendo sendo concelebrada pelo Cónego António Marim, pelo P. Pedro Fernandes, Superior Provincial dos Missionários do Espírito Santo, pelo P. Hugo Ventura, Presidente da Direção do CEPAC e outros confrades da Congregação, e pelos P. Natanel Mykola Harasym e P. Matéy Dziurban da Igreja Ucraniana Greco-Católica.

A acompanhar, esteve o Coro Regina Coeli de Lisboa e o grupo coral do Fórum Católico Guineense em Portugal. Juntaram-se membros do corpo diplomático acreditado em Lisboa de algumas das comunidades mais expressivas de pessoas acompanhadas pelo CEPAC, que também participaram em grande número e com entusiasmo. Estiveram presentes, também, a Senhora Vereadora dos Direitos Humanos e Sociais da Câmara Municipal de Lisboa, Laurinda Alves, representantes da Junta de Freguesia da Estrela, de organizações internacionais e nacionais, parceiros, voluntários e amigos da instituição.

O Coro Regina Coeli de Lisboa organiza, já no próximo dia 10 de abril, às 16h, um Concerto Solidário, com a obra Requiem de John Rutter, também na Basílica da Estrela. A entrada é livre e os donativos recolhidos serão destinados à obra do CEPAC.

Pode ver aqui um breve vídeo deste dia, que marca o arranque de várias atividades que serão realizadas para se assinalarem os 30 anos desta obra. Uma missão que se mantém necessária e urgente.