Missão e Valores

Missão e Valores

O Centro Padre Alves Correia (CEPAC) é uma instituição sem fins lucrativos, com personalidade jurídica no foro canónico e civil, criada em 1992, por iniciativa e sob a responsabilidade da Província Portuguesa da Congregação do Espírito Santo, para acolhimento e apoio a imigrantes, particularmente os provenientes dos países de língua portuguesa, bem como para acolhimento e apoio à integração social e comunitária de outras populações em situações de exclusão social [1].

Na prossecução da sua Missão, o CEPAC procura ajudar os imigrantes e outros eventuais beneficiários a serem capazes de assumir a sua própria integração social, económica e religiosa, desenvolvendo, nomeadamente, as seguintes atividades:

  • Apoio administrativo e documental;

  • Esclarecimento e defesa dos seus direitos e das suas famílias;

  • Apoio às famílias em situação económica débil;

  • Promoção cultural e social, em colaboração com outras entidades ou instituições que trabalham na área, fomentando particularmente as atividades que visem promover a diversidade e a cultura e as tradições do país de origem;

  • Orientação escolar e pedagógica das crianças e jovens imigrantes, sobretudo daqueles com maiores problemas familiares, carências materiais ou dificuldades de integração escolar;

  • Assistência religiosa, em comunhão com a Igreja local e com as instituições ou pessoas designadas pelo Patriarca de Lisboa para orientar a pastoral própria da assistência religiosa à imigração;

  • Informação e sensibilização da opinião pública sobre os principais desafios e necessidades sentidos pela população imigrante, seus descendentes, e das demais populações em situação de exclusão social.

 

Através de um acordo de cooperação atípico celebrado, a 29 de agosto de 2008, com o Centro Distrital de Lisboa do Instituto da Segurança Social, I.P., o CEPAC assegura, em especial, uma resposta social de atendimento e acompanhamento social a imigrantes, refugiados, doentes e acompanhantes evacuados ao abrigo de acordos de saúde e requerentes de asilo em situação de vulnerabilidade social, particularmente dos países de língua portuguesa.

 

[1] Estatutos do CEPAC, aprovados a 26 de outubro de 2015.

dignidade

compromisso

solidariedade

Objectivos

1. Promover a integração social dos imigrantes;

2. Apoiar socialmente imigrantes irregulares;

3. Ajudar os doentes, oriundos dos PALOP's, que vieram para Portugal ao abrigo dos acordos de saúde;

4. Informar e sensibilizar a opinião pública sobre os problemas específicos da Imigração;

5. Proclamar a beleza da interculturalidade.

 

Contactos

Centro Padre Alves Correia
 

Rua de Santo Amaro à Estrela, nº 43  |  1200-801 Lisboa (ver mapa)

 

 

(+351) 213 973 030  |  geral@cepac.pt

 

 

Horário de Funcionamento:

                       Segunda a Sexta:  das 09:00 às 13:00 -  14:00 às 17:00 horas

      Sábados:  das 09:00 às 13:00 horas

    

Missão e Valores

O Centro Padre Alves Correia (CEPAC) é uma instituição sem fins lucrativos, com personalidade jurídica no foro canónico e civil, criada em 1992, por iniciativa e sob a responsabilidade da Província Portuguesa da Congregação do Espírito Santo, para acolhimento e apoio a imigrantes, particularmente os provenientes dos países de língua portuguesa, bem como para acolhimento e apoio à integração social e comunitária de outras populações em situações de exclusão social [1].

Na prossecução da sua Missão, o CEPAC procura ajudar os imigrantes e outros eventuais beneficiários a serem capazes de assumir a sua própria integração social, económica e religiosa, desenvolvendo, nomeadamente, as seguintes atividades:

  • Apoio administrativo e documental;

  • Esclarecimento e defesa dos seus direitos e das suas famílias;

  • Apoio às famílias em situação económica débil;

  • Promoção cultural e social, em colaboração com outras entidades ou instituições que trabalham na área, fomentando particularmente as atividades que visem promover a diversidade e a cultura e as tradições do país de origem;

  • Orientação escolar e pedagógica das crianças e jovens imigrantes, sobretudo daqueles com maiores problemas familiares, carências materiais ou dificuldades de integração escolar;

  • Assistência religiosa, em comunhão com a Igreja local e com as instituições ou pessoas designadas pelo Patriarca de Lisboa para orientar a pastoral própria da assistência religiosa à imigração;

  • Informação e sensibilização da opinião pública sobre os principais desafios e necessidades sentidos pela população imigrante, seus descendentes, e das demais populações em situação de exclusão social.

 

Através de um acordo de cooperação atípico celebrado, a 29 de agosto de 2008, com o Centro Distrital de Lisboa do Instituto da Segurança Social, I.P., o CEPAC assegura, em especial, uma resposta social de atendimento e acompanhamento social a imigrantes, refugiados, doentes e acompanhantes evacuados ao abrigo de acordos de saúde e requerentes de asilo em situação de vulnerabilidade social, particularmente dos países de língua portuguesa.

 

[1] Estatutos do CEPAC, aprovados a 26 de outubro de 2015.

transparência

dignidade

compromisso

solidariedade

proximidade

diversidade

sustentabilidade

Objectivos

1. Promover a integração social dos imigrantes;

2. Apoiar socialmente imigrantes irregulares;

3. Ajudar os doentes, oriundos dos PALOP's, que vieram para Portugal ao abrigo dos acordos de saúde;

4. Informar e sensibilizar a opinião pública sobre os problemas específicos da Imigração;

5. Proclamar a beleza da interculturalidade.

 

Fale Connosco

Regresso ao início

Siga-nos

Fale Connosco

  • Facebook - White Circle

​© 2015 by Centro Padre Alves Correia